domingo, 27 de novembro de 2011

Fado,José Malhoa

2 comentários:

Rogério Pereira disse...

Estive para abrir a minha Homilia com este quadro. Depois achei que seria limitativo no dia em que se decide a nossa candidatura. Ainda agora não sei se procedi bem, pelo tanto que gosto deste quadro...

Por o ter posto, obrigado.

Carta a Garcia disse...

Caro Rogério,

É um Malhoa imperdível! E ficará para enquadrar plasticamente o Alfredo Marceneiro e a Amália...Obrigado, também, por partilhar este gosto pela estética do Fado e pelo seu recrudescimento!
Abraço.
OC