quinta-feira, 11 de novembro de 2010

Carlos do Carmo, "Homem das Castanhas"


Surripiado ao Largo das Calhandreiras

6 comentários:

Rogério Pereira disse...

Cantar Lisboas
Com as suas figuras
Tão boas...

Bom Magusto

Nuno Sotto Mayor Ferrao disse...

Caríssimo Amigo Dr. Osvaldo Castro,

Concedi-lhe, no meu blogue, pelo gosto que tenho em lê-lo o “Prémio Dardos” da blogosfera considerando este blogue como uma Revelação por se ter tornado num espaço incontornável de comentário político e de divulgação de obras-primas artísticas de inestimável valor.

Saudações cordiais, Nuno Sotto Mayor Ferrão
www.cronicasdoprofessorferrao.blogs.sapo.pt

Carta a Garcia disse...

Caro Rogério Pereira,

Sim, cantar Lisboa até que amanheça...
Abraço Amigo,
OC

Carta a Garcia disse...

Meu Caro e Ilustre Amigo Nuno Sotto Mayor Ferrão,

Agradeço reconhecido a distinção. Peço que me perdoe não lhe ter dado ainda continuidade, mas como fui galardoado por 3 Dardos, entendi esperar pelo fim de semana, não viesse por aí mais algum...podendo assim responder a todos que se lembraram e quiseram homenagear este jovem Blogue.
Grato,
Cumprimentos,

Ana Brito disse...

Caro Amigo Osvaldo
"Homem das Castanhas", nesta altura do ano, faz-me recordar com saudade as saídas do Liceu Rodrigues Lobo em Leiria, nos anos 60, os passeios a pé com as (os)colegas e entrar na Av. Heróis de Angola e encontrar os vendedores de castanha assada em cartuchos de papel - quentes e boas - que tanto nos regalavam e nos enchiam de alegria.
Bela recordação com boa música e voz do Carlos do Carmo...
Grande Abraço com Amizade :)
Ana Brito

Carta a Garcia disse...

Cara Ana Brito,

Ainda bem que a fiz recordar a S/ juventuda liceal e os sítios da cidade de Leiria...e os cartuchos feitos de papel de jornal em que se embrulhavam as castanhas...
Abraço Amigo,
OC