quinta-feira, 4 de novembro de 2010

Governo confirma que vai ser proibido acumular reformas e salários

6 comentários:

São disse...

Esperemos que sim, que esta medida de inteira justiça se concretize e não se fique só pelas intenções.

Aliás, eu ficaria muito mais "comovida" se Cavaco tivesse anunciado a sua renúncia voluntária a uma das suas reformas do que a demagogia bacoca relativa aos cartazes .

Com estima, lhe deixo as minhas saudações, Carissimo.

relogio.de.corda disse...

Já podia ter decidido há mais tempo...

folha seca disse...

Caro Osvaldo
O assunto do teu post é muito importante. Como alguem escreveu lá num post no Largo "é tempo de perceber que de grão a grão" ou seja com disse Pedro Silva Pereira,"pode não ser muito significativo" (eu até penso que é mais do que o Ministro pensa) mas quem sou eu para contestar o que Ministro pensa?
Na verdade urge mostrar e não só em discurso e conferência de imprensa, que se estão a tomar medidas efectivas para moralizar. Sei que é muito vulgar mas é tempo de mostrar "ou há moral ou comem todos" eu sou daqueles que acha que não comeram todos, mas houve demasiados a comer...
Abraço

Carta a Garcia disse...

São,
que vai entrar em vigor, não tenho dúvidas...
Pois não chegaria a ficar comovida porque o citado Aníbal não dá ponto sem nó...sem outdoors, mas com as televisões sempre atrás do duplicado, o PR...
Bom fim de semana, estimadíssima.
Cumprimentos,
OC

Carta a Garcia disse...

Caro relógio de corda...

Claro que podia ter sido há mais tempo, mas "mais vale tarde que nunca"...
Volte sempre,
OC

Carta a Garcia disse...

Caro Folha Seca,

Obrigado pelas tuas palavras, que subscrevo e agradeço...
É preciso dar exemplos antes de pedir os sacrifícios...
Abraço,
OC